« Voltar
em carreira
Vai se candidatar a uma vaga? Fuja das apresentações genéricas

Vai se candidatar a uma vaga? Fuja das apresentações genéricas.

Vamos imaginar que temos uma vaga pra estágio em desenvolvimento na Alura. A gente anuncia em um site, compartilha nas redes sociais e, depois de um tempo, os currículos começam a chegar no e-mail.

E eu garanto pra você que boa parte desses e-mails vão vir bem parecidos com esse:

"Olá prezado,

Segue em anexo meu currículo para a vaga de estágio.

Atenciosamente,
Fulano de tal."

E tá errado?

Não tá.

Pode funcionar?
Pode.

Eu mesmo já me candidatei a vagas desse jeito e consegui entrevistas e até o emprego.

Mas, se coloque no lugar da pessoa que está lendo esse e-mail: o que tem nele que vai me chamar a atenção, olhar seu currículo com outros olhos e pensar em te chamar pra uma entrevista?

Está bem claro que a pessoa que me mandou esse currículo tá apenas copiando e colando esse texto e enviando pra todas as empresas que ela se candidata.

É um tom quase impessoal. Parece um bot.

Chamando a atenção

Agora, vamos imaginar um e-mail assim:

"Oi Gabriel, tudo bem?

Fiquei muito feliz quando vi essa vaga em aberto pois acho a Alura um lugar muito legal! Fiz um curso aí uma vez de Java quando a faculdade liberou uma assinatura pra gente e aprendi demais. Além disso, adoro o podcast e o canal de vocês.

Apesar de não manjar de todas as tecnologias que vocês estão pedindo, tenho muita vontade de aprender e já tô colocando a mão na massa em alguns projetos meus.

Tô mandando meu currículo, seria legal se a gente pudesse conversar!

Um abraço,
Fulano de tal."

Olha só: a pessoa está conversando comigo.

Se eu recebo um e-mail desse, é bem provável que pelo menos vou chamar essa pessoa pra entrevista. Ela conhece a empresa. Ela demonstra interesse.

Demonstrar interesse é muito importante.

A pessoa pode não saber tudo que a vaga está pedindo, mas ela aparentemente tem vontade e se identifica com a empresa.

É muito mais fácil ensinar Javascript pra alguém do que ensinar essa pessoa a gostar da empresa.

Estude um pouco a empresa

Tá, eu sei que não tá fácil pra ninguém e que nem sempre dá pra gente escolher trabalhar na empresa em que gostamos.

Mas, quando for se candidatar, entre no site da empresa, tente entender o que ela faz e onde entram as tecnologias que você usará no trabalho.
Pesquise por outras pessoas que trabalham lá no LinkedIn.
Leia alguns posts das redes sociais da empresa.

Isso vai te ajudar a mostrar que sabe pelo menos algumas coisas sobre o lugar no no e-mail de apresentação. E com certeza vai ajudar na conversa com a pessoa que te entrevistar :)


Outros posts que você talvez goste:
Gabs entrevista: Filipe Deschamps
8 jogos clássicos recriados em Javascript
Você não precisa palestrar e ter blog pra ser um bom dev

Quer ficar em dia com os meus posts e novidades?

Participe do grupo no Telegram!

Aproveite e também e inscreva na minha newsletter, me segue no Twitter e na minha página!

Se você gosta dos meus posts, me apoie pra eu manter tudo aqui funcionando!

comments powered by Disqus