« Voltar
em devrel criação de conteúdo dev
Por onde começar a criar: blog, podcast, Youtube, Twitch?

Por onde começar a criar: blog, podcast, Youtube, Twitch?.

Quando pensamos em começar a criar algo hoje em dia, temos muitas opções disponíveis de formato e rede social pra escolher.

E aí vem as dúvidas:
Será que as pessoas ainda lêem blog?
Alguém vai assistir meu canal no Youtube?
Aliás, será que as pessoas ainda assistem Youtube? Será que não é melhor fazer live no Twitch?
Já não tem podcast demais? O meu vai ser só mais um.

É normal ter essas dúvidas. E é bom lembrar que no início, provavelmente ninguém vai ser importar com o seu conteúdo. E tá tudo bem.

Independentemente de onde você for criar, a resposta para as perguntas acima é bem simples na verdade: tem audiência pra tudo. Tanto pra blog, quanto podcast, canal no Youtube e live no Twitch tem audiência, tem gente consumindo. Não se preocupe tanto com isso.

Se tem audiência pra tudo, por onde você deveria começar então?

Bora falar um pouco sobre esses 4 formatos de conteúdo: blog, podcast, Youtube e Twitch.

Blog

A maneira mais simples de começar a criar: texto.

Hoje em dia, em menos de 5 minutos você coloca um blog seu no ar em plataformas como Dev.to, Medium e Wordpress.

Você não precisa gravar ou editar nada, não precisa mostrar o rosto e nem usar seu nome verdadeiro se não quiser. É só escrever, clicar em "publicar" e seu conteúdo tá no ar.

Esse é o tipo de conteúdo que eu aconselho quem tá começando pela facilidade de criar e manter. Por mais que escrever um artigo por semana não seja a coisa mais simples do mundo, é muito mais simples do que fazer um vídeo pro Youtube por semana.

Youtube

Você provavelmente já se deparou com algum vídeo no Youtube que curtiu muito e pensou "eu poderia ter feito isso".

A gente vê as pessoas falando ali com aquela naturalidade e é normal achar que aquilo foi super simples de se produzir. Mas não foi: muito provavelmente, tudo o que a pessoa está falando ali faz parte de um roteiro que ela escreveu antes. Além disso, pra um vídeo ter uma qualidade legal pro Youtube você precisa de uma câmera, microfone e luz minimamente decentes.

É claro que há exceções: existem canais de sucesso que são gravados sem roteiro algum ou com equipamento simples. Geralmente são canais com conteúdo muito original, como o canal do Flávio Rangel, que mostra o dia a dia de um cortador de pedra. Ou o Ednaldo Pereira, que tem um conteúdo tão aleatório quanto genial.

A não ser que encontre um jeito super original de criar para o seu canal, você vai precisar do mínimo pra começar. E eu diria que o mínimo é: um bom roteiro e um microfone razoável. Claro que se puder ter uma câmera e luz, seria ótimo.

Mas, vai por mim: ter uma qualidade de áudio ruim é muito pior do que de vídeo. Você por ir investindo aos poucos.

E se não tiver nada pra investir ou não quiser no início, você pode investir no que não vai te custar nada: aprender a escrever um bom roteiro (ainda teremos um artigo sobre isso) e a editar minimamente seus vídeos com cortes simples (tem tutoriais mil na internet). 

Twitch

Não quer ter o trabalho de editar nem escrever roteiro? Talvez Twitch seja a melhor opção pra você.

Existem casos de lives que são roteirizadas, mas a maior parte de lives no Twitch são de pessoas fazendo algo espontaneamente: assistindo algo, entrevistando alguém ou, no caso de devs, codando ou estudando alguma coisa específica.

Lives podem ser um ótimo lugar pra começar porque, na grande maioria dos casos, você irá precisar de pouco ou nenhum preparo. Pra aqui, vale a mesma regra do Youtube: se puder, invista em um microfone razoável e, com o tempo, uma câmera. Em breve teremos post de recomendação de equipamento :)

Podcast

Se pra Youtube e Twitch é legal ter um bom microfone, pra podcast é imprescindível se quiser levar isso a sério.

Sobre formato, no Brasil o mais popular é o que chamamos de "mesa de bar": 2 ou mais pessoas reunidas pra falar sobre uma pauta específica, com pouco ou nenhum preparo além do tema. O Nerdcast, que hoje é um gigante do podcast brasileiro, começou e explodiu com esse formato. Temos muitos podcasts assim, inclusive o Hipsters.Tech segue exatamente essa linha.

Uma coisa que eu acho legal do podcast é que é menos difícil fazer algo legal sem edição nenhuma (diferente do Youtube). Um dos meus podcasts favoritos atualmente se chama Tecnocracia e tem zero edição: são episódios de 30-40 minutos, onde o Guilherme Felitti fala sozinho o tempo todo.

E, mesmo sendo tão simples, o Tecnocracia tá em segundo lugar nos top podcasts do Spotify no momento que eu escrevo esse artigo:

Mas como assim? Um podcast sem edição e com um cara só falando tá fazendo tanto sucesso?

O segredo é o roteiro.

Os episódios do Tecnocracia são praticamente uma leitura do roteiro que o Guilherme escreve. Na verdade não é bem um roteiro, mas um artigo completo, cheio de referências, gráficos e links. Dá uma olhada nesse do último episódio, por exemplo.

Texto pode se transformar em (quase) tudo

É sério, jovem: se você não abriu o link que eu coloquei aí em cima do artigo do Guilherme, abre agora e dá uma lida, mesmo que por cima. Olha o tanto de informação que tem ali.

Esse artigo "virou" um podcast, mas poderia facilmente ter se tornado um (ou vários) vídeos no Youtube. Poderia ser uma newsletter, uma sequência de posts/stories no Instagram, um artigo no LinkedIn.

Apesar de ser a maneira mais simples de começar, texto é muito poderoso.

Quando você tem um bom roteiro, pode transformar aquilo em algo realmente foda e reaproveitar esse conteúdo em vários lugares e canais diferentes.

Por isso, eu te digo: a não ser que você queira começar por lives no Twitch, comece com um blog. Com o tempo, você pode ir transformando esses conteúdos para outros canais e ir testando e entendendo o que funciona melhor pra você.

E vá além: um artigo não precisa se transformar em um podcast seu narrando aquilo, você pode chamar um ou dois amigos e debater sobre aquilo. Pode entrevistar alguém em seu canal no Youtube usando como pauta um post que fez sucesso no seu blog. As possibilidades são infinitas.

O que você acha?

Eu ainda pretendo escrever bastante sobre criação de conteúdo para devs esse ano, e gostaria de saber o que você tá achando desses artigos e o que gostaria de saber.

comments powered by Disqus