« Voltar
em carreira

Pensando em mudar de carreira? Vai fundo!.

Quando estamos na escola, 99% dos professores dizem o que pra gente?
Que temos que fazer um vestibular, entrar em uma boa faculdade e dali seguirmos uma carreira pelo resto da vida.

Caso contrário, você perdeu na vida.

Eu ouvi muito isso de professores. Muito mesmo.
Você provavelmente também ouviu algo do tipo. Ou ainda ouve.

Mas a vida não é assim

Depois que você entra em uma faculdade, começa a trabalhar e vê como as coisas são de verdade, percebe que não é bem assim que as coisas funcionam. Ou, que não precisa ser assim.

Muitas pessoas escolhem uma carreira aos 18 anos e seguem ela o resto da vida, é ok pra elas e tudo bem. Mas essas pessoas têm uma dificuldade em entender quem não segue um único caminho profissional, dizendo que elas "não tem foco".

Mudar de carreira é ok

No meio de tecnologia, eu vejo muita gente mudando ou querendo mudar de área. E já vi de todo tipo: tanto pessoas que trabalham em áreas totalmente não relacionadas (como história e biologia) e querem começar a programar como o contrário, pessoas que programam e querem ir pra outra área.

Quantas pessoas você conhece que fazem exatamente a mesma coisa desde que começaram?

Mudar de carreira não é necessariamente começar do zero

Temos a impressão que, quando mudamos e vamos fazer outra coisa, vamos começar totalmente do zero.

Em alguns casos isso pode ser verdade.

Mas quando você aprende uma coisa nova e começa a trabalhar com aquilo, não significa que você perdeu todo o conhecimento que tinha antes. Ele tá lá, na sua cabeça, e ter esse conhecimento pode te ajudar no que faz atualmente.

Eu, por exemplo: trabalhei anos como programador, vim dar aula na Caelum e 2 anos depois, mudei o rumo da minha carreira e fui pra área de marketing e criação de conteúdo.

Eu não programo há, no mínimo, 2 anos.
Tô enferrujado? Tô sim.
Se eu precisasse escrever um código hoje, agora, eu mandaria bem? Talvez, ia depender muito do que fosse.

Mas eu não joguei tudo que eu sabia fora.

Tudo que eu aprendi e estudei sobre programação hoje me ajuda na hora de conversar com os alunos da Alura: seja pessoalmente, nas redes sociais ou em nossas newsletters.
Me ajuda a entrevistar pessoas no Alura Live. Me faz ter uma base boa pra escrever as tirinhas do Vida de Hipster.

Me ajuda a ser bom no que faço hoje. Na realidade, é um diferencial.

O importante é ser feliz

Ok, por mais clichezão que seja falar isso, é a mais pura verdade.
Pensa comigo: você passa 8h trabalhando todos os dias. São 40h por semana.

Às vezes, isso é mais tempo o que você passa com a sua família e as pessoas que gosta. É uma grande parte da sua vida. E vamos combinar que passar grande parte da sua vida infeliz vai, no mínimo, fazer mal pra sua saúde.

Não deixe as pessoas te dizerem que você não tem foco por querer mudar de carreira. Se é o que é melhor pra você, vá fundo.

Quando eu percebi que mudar de carreira me faria muito mais feliz do que eu era, não pensei 2x.
Ok, confesso que pensei umas 4x porque mudar de carreira me deu um medinho. Mas no fim foi a melhor coisa que já fiz :)


Gostou desse post?
Confira outros que acho que também vai gostar:
Como mudei o rumo da minha carreira fazendo o que ninguém estava fazendo
Você não é melhor porque sabe mais do que eu
Calma: fazer as coisas bem leva tempo
Quer ficar bom em algo? Faça uma coisa de cada vez
Se acha muito velho pra aprender a programar? Pense de novo

Quer ficar em dia com os meus posts e novidades? Se inscreva na minha newsletter, me segue no Twitter e na minha página!

comments powered by Disqus