« Voltar
em carreira programação

O guia do programador iniciante: Como ter um portfólio nunca tendo trabalhado com programação.

Uma das coisas mais difíceis pra quem está começando é justamente conseguir o primeiro emprego. Esse primeiro passo pode ser bem complicado, especialmente porque quem tá começando não tem experiência nenhuma sobre o mercado de trabalho.

E aí você começa a procurar vagas, mandar currículos e muitas vagas vão te pedir um portfólio ou conhecimento em alguma tecnologia.

Mas como eu vou ter portfólio/experiência se nunca trabalhei?! Que injusto!
É o que se passa pela cabeça de muitas pessoas.

Agora, aqui nós precisamos tomar cuidado: existem empresas que estão sim procurando mão-de-obra barata e contratando um estagiário/júnior que já tenha alguma experiência para fazer o trabalho de alguém mais experiente. Mas é uma minoria.
E é preciso tomar cuidado com algumas vagas mesmo.

Mas a maioria das empresas, quando pede portfólio/experiência pra alguém iniciante, quer ver algo que você já fez. Qualquer coisa.
Não precisa ser um super software rodando em produção.

E tem algumas coisas que você pode fazer.

Fazer réplicas dos sites que você mais usa

Sabe aquele site que você adora e acessa todos os dias? Então, abra ele no navegador e tente replicá-lo no código, mas sem olhar o fonte. Talvez uma olhadinha ou outra, só pra referência vai.

Ah, mas eu não quero praticar tanto código front-end, quero focar mais no backend.

Então que tal criar um sistema pra praticar? Um blog, por exemplo?
Pra um blog, você vai precisar desenvolver: um cadastro de posts e um de usuários, autenticação e autorização e a parte pública do blog onde mostra a listagem dos posts cadastrados.
Parece pouca coisa, mas tem bastante detalhe, você pode aprender muito no processo e ainda colocar esse código pra possíveis contratadores olharem.

Agora, onde colocar esse código?

Github

Quando estamos falando de hospedar código, seja para mostrar para o mundo ou para participar de um projeto open source, o Github é unanimidade entre os desenvolvedores.

Lá é o melhor lugar para você subir o código dos seus projetos e colocar o link do seu Github no CV. Pessoas que irão te entrevistar com certeza irão dar uma olhada.
E olha só: eles não vão se importar se o código que estiver lá for de projetos fictíceos. Isso mostra iniciativa de sua parte, vontade de fazer as coisas e aprender.

Eu escrevi um tutorial sobre como criar e enviar arquivos para o seu Github, dá uma olhada.

Crie um blog

Pra finalizar, outra coisa que você pode fazer que pode servir de portfólio pra mostrar nas entrevistas é um blog pessoal.

Ah, mas eu não tenho experiência, não sei sobre o que escrever.

Documente seu aprendizado, escreva sobre as coisas que você está estudando e aprendendo no dia a dia. Não existe isso de ser muito básico: os posts do meu blog que mais bombam são os que eu escrevi há anos e são extremamente básicos.

É sério, você deveria ter um blog.


Gostou desse post? Confira 4 dicas para ser chamado para entrevistas.

Quer ficar em dia com os meus posts e novidades? Se inscreva na minha newsletter, me segue no Twitter e na minha página!

comments powered by Disqus