« Voltar
em carreira android elixir stone
Como é trabalhar com programação na Stone?

Como é trabalhar com programação na Stone?.

De uns tempos pra cá, começaram a aparecer umas maquininhas verdes nos estabelecimentos comerciais.

Stone era o nome escrito nelas.

"Bem, só mais uma máquina de cartão no mercado", pensei.

Sim...mas não

Meses atrás o Paulo me disse "hey, grave um episódio do Hipsters on The Road com esse pessoal da Stone que eles estão fazendo umas coisas muito legais por lá".

Entrei em contato, marcamos a data, e gravamos.

Na gravação, descobri que eles são muito mais do que uma máquininha de cartão: estão desenvolvendo um banco. Do zero. Com Elixir.

Muito louco, não?

Mas...como é trabalhar lá?

Gostei tanto do papo que tivemos no podcast que achei que seria legal conversar com mais pessoas da empresa e ver como é o trampo no dia a dia.

Foi então que entrevistei a Samila e o Felipe lá no meu canal.

De júnior a líder técnica

Uma coisa que chamou atenção logo de cara nesse bate-papo foi a história da Samila dentro da empresa: ela começou a trabalhar lá há pouco mais de 2 anos. Entrou como dev júnior e hoje é a lider técnica de um time.

Ou seja: ela cresceu muito em relativamente pouco tempo.

Como isso aconteceu?

Um lugar que ajuda as pessoas a crescerem

De acordo com a Samila, a principal razão pelo crescimento dela se deve ao fato de ter tido ótimos líderes: pessoas que não só foram chefes dela, mas que ajudaram e facilitaram o caminho para onde ela está hoje.

Pessoas que compartilharam o que sabiam, que deram muito feedback construtivo pra ela e que estavam sempre dispostas a ajudá-la pra que ela pudesse fazer o melhor trabalho possível.

E assim...isso faz diferença demais.

Eu já trabalhei em várias empresas, tive mais de uma dúzia de chefes e usei ferramentas e frameworks diferentes.
Quando pensamos no trampo como devs sempre lembramos muito de linguagens, ferramentas, frameworks. Mas o que faz diferença mesmo são as pessoas com quem você trabalha. Estar cercado de gente talentosa e que te ajuda a crescer não tem preço. De verdade.

Um lugar onde o tempo passa diferente

A Stone tem um ritmo extremamente rápido de trabalho e de crescimento. O Felipe, que está lá há pouco mais de 9 meses diz que "parece que ele está lá há anos". Isso porque nesse tempo ele já fez muita coisa e aprendeu coisas que nem imaginava que faria.

Ele diz que trabalhar com Elixir no dia a dia construindo coisas que serão usadas por milhões de pessoas é muito divertido. Eu imagino.

Mas precisa ter experiência com Elixir pra trabalhar lá?

Não necessariamente.

Claro que, se você já tiver, será um diferencial. Mas eles estão dispostos a contratar pessoas que ainda não têm essa experiência e ajudá-las a crescer no dia a dia através de muita mentoria e pair programming.

Se você quiser dar uma olhada (e tentar fazer) há dois testes técnicos que são abertos. Esse e esse.

Eu já entrevistei bastante gente da área de tecnologia nesses anos trabalhando na Alura, e posso dizer que a Stone parece ser, de verdade, um ótimo lugar pra se trabalhar.

Se você quiser se aplicar pra trabalhar, tem 2 vagas em aberto bem legais:
Elixir Developer
DevOps

O legal é que eles aceitam pessoas de todo Brasil, já que trabalham remotamente desde 2017 :)
Tem gente do páis inteiro trabalhando por lá e isso é muito bacana.

Se quiser assistir à entrevista que fiz com os 2 na íntegra, ela tá aqui.

comments powered by Disqus