« Voltar
em carreira
3 dicas de entrevista que ninguém nunca te deu

3 dicas de entrevista que ninguém nunca te deu.

"Monte um bom currículo"
"Vista-se bem"
"Pesquise sobre a empresa"

Você provavelmente já ouviu esses conselhos de algum colega de trabalho, dos seus pais ou de algum site de empregos.

Esses são conselhos que estão longe de serem ruins, mas não necessariamente farão a diferença de verdade na hora da sua entrevista.

Nesse post, vou contar algumas coisas que sinto que podem fazer você se dar bem em uma entrevista e que ninguém nunca te falou. Ou será que falou? 🤔

Recrutadores podem te ajudar mais do que você imagina

Na grande maioria dos casos, as pessaos que recrutam pras vagas e que fazem aquele primeiro contato com você não são pessoas técnicas. Elas têm uma certa noção de tecnologia (ou não), mas não conseguem debater um assunto técnico a fundo com você. Elas querem saber se você tem os conhecimentos necessários pra vaga.

E é muito comum nós, devs e pessoas de TI em geral, acabarmos subestimando recrutadores simplesmente porque eles não entendem 100% do que falamos. Queremos ir para a próxima fase logo pra conversar com as pessoas técnicas.

Eu confesso que já fiz muito isso. Mais do que eu gostaria de admitir.
Mas, ei: recrutadores podem te ajudar demais a conseguir a vaga.

Como?

Bem, antes de mais nada essas pessoas não estão entrando em contato com você apenas porque elas não têm nada melhor pra fazer. Esse é o trabalho delas: encontrar a melhor pessoa possível para aquela vaga.

E se ela escolheu você, é porque ela quer que você seja essa pessoa. Ou você acha que ela gasta um tempão mandando email, te entrevistando, mandando testes etc só pra te desqualificar?

Aprenda a trabalhar junto com a pessoa que te entrevista, pois provavelmente ela quer que você preencha a vaga tanto quanto você.

Faça perguntas à ela. Coisas como:

Como eu deveria me preparar para a próxima entrevista?
Qual o tipo de valores a empresa busca em um candidato?
Fora o site oficial, tem algum outro lugar onde eu possa saber mais pra entender qual a cultura da empresa

Geralmente essas pessoas não estão querendo te testar tecnicamente, logo suas super habilidades técnicas não importam tanto. Mas humildade e abertura pra aprender e entender o processo podem ser um diferencial.

Pergunte, pergunte, pergunte!

Já fiz muitas entrevistas de emprego onde eu sabia nada (ou quase nada) da empresa e, pra ajudar, eu não fazia pergunta nenhuma à pessoa me entrevistando.

Tipo, nada.

Eu só respondia o que a pessoa me perguntava. Isso é um grande erro.

A entrevista é uma via de mão dupla. A pessoa que te entrevista está lá pra saber o máximo possível sobre você e se você é a melhor escolha para aquela vaga.

E você também tá lá pra saber o máximo da empresa e se é o melhor lugar pra se trabalhar.
Eu sei que nem sempre temos a opção de trabalhar no melhor lugar possível. Já trabalhei em muitos lugares apenas porque eu precisava. Mas, mesmo assim, é melhor que você saiba o máximo possível antes de tomar uma decisão, certo?

Outro ponto é que fazer perguntas demonstra que você tem interesse na vaga. Dependendo do caso, isso pode fazer muito mais diferença do que não saber uma ou outra tecnologia que está nos pré-requisitos da vaga.

O que é mais fácil ensinar pra alguém: uma tecnologia ou "ensinar" a pessoa a ser interessada, curiosa, dedicada?

Então, pergunte. O máximo que puder.

Um tempo atrás eu escrevi um post com 14 perguntas que você pode fazer em uma entrevista de emprego de programação.

Não manja tudo que tá na vaga? Candidate-se mesmo assim

É normal não se sentir confiante pra mandar currículo pra uma vaga que tem coisas que você não sabe, especialmente pra quem tá começando.

Já ouvi muitas histórias de pessoas que não se candidataram porque tinham experiência com tudo que tava na vaga, menos uma coisinha. Um framework, uma linguagem, uma metodologia.

Vai por mim: quando você abre uma vaga na área de tecnologia, é extremamente difícil contratar alguém que tenha exatamente as habilidades que você precisa. Em alguns casos, é quase impossível.

Logo, o que está na descrição da vaga na maioria das vezes é o desejável. Se você mandar bem na entrevista, se mostrar uma pessoa interessada e curiosa, é bem provável que uma ou outra tecnologia você possa aprender ali no dia a dia.

Refazendo a pergunta do ponto anterior: é mais fácil ensinar pra alguém uma tecnologia ou "ensinar" a pessoa a ser interessada, curiosa, dedicada?

Quer mais dicas de carreira e conteúdo legal de tecnologia?

Então você deveria se inscrever em minha newsletter e me seguir no instagram e no meu canal :)

comments powered by Disqus