« Voltar
em carreira

150 dias na estrada: a vida de um programador nômade.

Viajar com uma van pelo mundo sem rumo, conhecendo vários países e pessoas parece demais e você provavelmente você já pensou em fazer isso. Talvez depois de assistir Na Natureza Selvagem (assista se não tiver assistido).

Agora, imagine fazer isso como um estilo de vida permanente: viajar o tempo todo enquanto trabalha, sem ter que estar fisicamente em um escritório.

Pois bem, esses dias tava nas internets e descobri um blog chamado Ruby on Wheels.
Nesse blog você vai encontrar histórias do Jakob Class um desenvolvedor alemão que trabalha no Github. Esse cara saiu de van sem destino em Maio e conta suas experiências na estrada e como isso mudou a vida dele.

Desde a partida, ele já passou por 6 países e dirigiu mais de 12 mil quilômetros 😱
Ele escreveu um post contando como foram seus primeiros 150 dias nessa vida.

Se inspirar em ideias ao invés de seguir um plano

Por mais que tenhamos um horário flexível, acabamos organizando e planejando os nossos dias e semanas de acordo com o nosso trabalho e compromissos de trabalho, certo?
Em um dia de semana, não é comum você sentar e parar pra curtir o dia sem fazer nada e apenas deixar os pensamentos fluírem.

Parece que a gente sempre tem a necessidade de tirar férias, de relaxar, de fazer algo.
E o Jakob também tinha esse sentimento.

Porém, desde que pegou sua van em Berlim e caiu na estrada, não sentiu mais isso. Ao invés de seguir um plano, ele se inspira de acordo com as ideias e vontades.
Se ele tá na praia e tem ondas, ele vai surfar.
Se ele tá tranquilo e o tempo tá fresco, ele trabalha.
Se tá quente, vai dar um mergulho.
Quando tá cansado, ele descansa.
Quando ele gosta de um lugar, ele fica.
Quando a van quebra, ele tenta consertar.

A vida dessa maneira é um fluxo de eventos inesperados e que ele lida de acordo coma necessidade. As coisas acontecem sem muito planejamento.

Vida mais saudável

Uma cidade grande como Berlim oferecem uma variedade enorme de comida boa e barata. Pra que perder tempo fazendo compras e cozinhando se você pode comprar algo pra comer na esquina de casa?
Comer é fácil, mas manter uma dieta saudável assim já é um pouco mais complicado.

Agora, vivendo em uma van você não vai ter sempre essa opção, né?
Ou seja: o Jakob teve que começar a cozinhar mais. Mas cozinhar não é mais um grande esforço ou algo que tem que ser feito às pressas, afinal ele não precisa mais correr pra estar daqui meia hora em algum lugar.
Que comida bonita bicho.

Geralmente ele estaciona a van em áreas abertas e verdes e deixa as janelas abertas pra entrar ar fresco o tempo todo.
Às vezes ele trabalha fora da van em uma mesinha numa paisagem feia.

Uma vida mais sustentável

Quando você vive na cidade os recursos são ilimitados: água e energia infinitos. Você não precisa se preocupar com isso, a não ser com a conta. Mas a água e energia não vão acabar se você usar muito.

Isso é diferente quando você vive em uma van.
Tudo é limitado e você começa a ter que usar as coisas com mais consciência. Se a reserva de água acabar, tem que encontrar uma fonte de água e levar ela até a van. Quando anoitece, você tem uma quantidade certa de energia que pode usar.

As limitações de uma van não necessariamente resultam em uma qualidade de vida pior, você só começa a usar os recursos que tem com mais inteligência, justamente por causa das limitações.

Uma vida social mais ativa

Você se lembra a última vez que você chegou em uma pessoa aleatória na rua, disse oi e começou uma conversa e se tornaram amigos?
Na vida, é mais comum que nós façamos planos com nossos amigos e praticamente ignore as pessoas desconhecidas à nossa volta.

Quando você sai da van depois de um dia de trabalho e vai pra praia, encontra pessoas relaxadas que estão com a mente aberta para conversas: pessoas de férias, viajantes, surfistas, hippies.
Essas pessoas estão mais abertas pra te ouvir e contar suas histórias. Chegar e falar oi é normal.

Uma vida mais simples

Jakob conclui o seu post dizendo que sua vida se tornou bem mais simples nos últimos 150 dias pelo simples fato de não ter mais que se planejar. Se ele não consegue terminar algo hoje, ele não se preocupa e continua amanhã.

Confesso que invejei um pouquinho esse cara, e você?


Quer ficar em dia com os meus posts e novidades? Se inscreva na minha newsletter, me segue no Twitter e na minha página!

comments powered by Disqus